Conteúdo Gerencial

SOCORRO!! Preciso de foco!

 

Telefone toca, você está tentando se concentrar. Telefone insiste, você atende e acaba se distraindo. Alguém chega e pede a sua opinião. Você aproveita que tinha dado uma pausa e atende o colega. Pronto. Agora volta para o foco.

 

Alguns minutos rendem desta vez, mas o som de alguma sirene lá no fundo está chamando sua atenção e você resolve dar um google para ver se aconteceu alguma coisa nas redondezas. Pronto, mais uma informação, outra e outra. Nossa, já se foram mais 60 minutos.

 

Você precisa terminar esta tarefa hoje. Fecha tudo e volta para o foco. Mas aí vê a notificação de um e-mail de um superior e corre para atender. Ele gosta que o atenda imediatamente. Duas horas depois, demanda resolvida. Pronto. Tentativa número x. Agora vai.

 

Alguns minutos depois de voltar toda a atenção para a sua tarefa, três batidinhas na porta, entra alguém e te pergunta se esta tarefa vai mesmo ficar pronta hoje. Suficiente para a pressão gerar estresse, derramar algum cortisol na sua corrente sanguínea e atrapalhar a sua produtividade mais uma vez.

 

Celular toca, é de casa. Não costumam chamar este horário. Aí você se preocupa, atende. Desfoca de novo, mas não era nada demais. Vamos continuar. Quando você vê são 18 horas e parece que o dia não rendeu nada.

 

A cena narrada te parece familiar? Pois é. Muitas coisas demandam a nossa atenção se você não tiver foco, não consegue mesmo produzir muito. Eu vou te contar como foi que eu fiz para escrever este texto hoje. Estava eu na tentativa número x de finalizar este artigo e a sensação de que parecia simples mas não ia sair nunca. Foi aí que me lembrei de um conselho da minha mãe depois de desabafar com ela sobre o desgaste de tentar terminar as tarefas dentro do dia: “Filha, faça o método pomodoro!”

 

A técnica atribuída a Francesco Cirillo na década de 80, sugere dividir o trabalho em períodos com intervalos, para aumentar a agilidade mental. Se chama pomodoro pois é inspirada naqueles timers culinários em formato de tomate, onde você gira o ponteiro até a quantidade de minutos que a etapa da receita demanda.

 

Para aplicá-la é simples: liste as tarefas que quer dar foco, escolha por onde começar e vá fazendo períodos de 25 minutos de foco, intercalados com 5 minutos de intervalo. Ao acumular 4 ou 5 períodos longos, faça um intervalo de 15 minutos e comece tudo de novo. Nos minutos de foco você deve dedicar-se exclusivamente à tarefa que decidiu realizar. Telefone, e-mails, notificações, retornos, precisam esperar um pouquinho para serem atendidos e isto pode ser feito nos intervalos.

 

Pode ser que você se concentre bastante e acredite que não é necessário parar, mas faça sim as pausas, pois o grande segredo da técnica pomodoro está aí.

 

Caso seu cérebro não te obedeça e insista em te lembrar de outras tarefas. Por mais importantes que sejam, anote em algum lugar e volte o foco novamente para a tarefa deste pomodoro que está fazendo.

 

Pronto. Está aqui o artigo finalizado. Até a próxima!

  1. Sensacional. O metodo já é bem conhecido, mas pouco utilizado. Vale lembrar que existem vários aplicativos para celular que te auxiliam nos “tempos”. Opa, acabou meu intervalo, de volta ao foco! :*

Deixe uma resposta para Diogo Dourado Cancelar resposta

© Copyright 2017 - Cecília Bettero|  Treinamentos e Palestras