Conteúdo Gerencial

A Fórmula Mágica para as Mudanças

Um dia desses, trabalhando em dupla no Seminário Empretec com o grande amigo e mestre Paulo Lisboa, escuto ele conversar com os participantes sobre uma fórmula fundamental para a mudança:

 

Mudança = Método + Disciplina

 

Eu ainda não tinha ouvido este raciocínio e para mim fez todo sentido! Tão simples, tão prático e tão lógico.

 

Eu já falei aqui em outros artigos que até a neurociência explica o motivo pelo qual não é tão fácil mudar: o cérebro, para gastar menos energia, busca transformar tudo o que for possível em padrão e após transformado, resiste à mudança por saber que um novo padrão exige gasto de mais energia.

 

O que eu achei mais interessante na fórmula é o fato de você lembrar que mudança precisa de método, que ameniza a resistência do cérebro em mudar. Segundo o dicionário, método é um procedimento, técnica ou meio de fazer algo. É um processo organizado e lógico.

 

Você pode desenvolver ou utilizar um método para auxiliar na mudança, desde planilhas, softwares, aplicativos, alarmes até listinhas escritas à mão.

 

Pronto. É isto, simples assim. Simples? Vamos ver. Me coloquei a testar esta fórmula diante de um hábito meu que poderia ser mudado para melhores resultados. Desenvolvi um plano de ação para acompanhar os resultados e pronto. Pronto mesmo, agora é “só” mudar.

 

Primeiro dia: tranquilo. Toda a empolgação da novidade que dá a energia para alimentar o interesse faz a disciplina ser fácil e agradável. Que coisa fácil é mudar!

 

Segundo dia: um pouco menos empolgante, mas concluído com sucesso.

 

Terceiro dia: ops, quase esqueci de uma das etapas. Melhor recorrer ao método, decidi incrementar um pouco mais os procedimentos, criei uma planilha de acompanhamento onde eu deveria checar as tarefas.

 

Quarto dia: comecei a entender a fórmula e entendi o peso que a disciplina tem em um processo de mudança.

 

O fato é que depois de experimentar colocar a fórmula em prática, eu continuo entendendo que o sucesso de uma mudança está sim nos componentes da fórmula: método e disciplina. Entretanto tive a impressão que todo o método para ter sucesso depende total e completamente da disciplina, não depende só de ser somada, pois assim método sem disciplina geraria alguma mudança. Mas sem disciplina, o método de nada serve. Na matemática sabemos que quando um fator é multiplicado pelo outro, o resultado é progressivo, porém se um destes fatores for zero, o resultado é zero.

 

Deste modo, sugiro uma revisão na fórmula:

 

Mudança = método x disciplina

 

Vamos enfrentar também? Me conte sua experiência com esta fórmula!

 

O plano de ação é uma ótima ferramenta para desenvolver um método. Baixe neste link http://bit.ly/2KQzbea um modelo em word.

 

Cecília Bettero é administradora, empresária na área de consultoria e treinamento, especializada em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas // Leia, comente e compartilhe os artigos anteriores no site www.ceciliabettero.com.br

  1. Nossa sobrevivência, em muitas vezes, está ligada a nossa capacidade de promover uma simples mudança.

    Por princípio, só temos o poder de mudar a nossa própria pessoa.

    E, para este feitiço podemos aplicar a seguinte fórmula:

    Mudança = f([Método] e [Disciplina])

    Explico: a mudança é uma função que depende do método e da disciplina, esta só funciona se aplicarmos métodos e disciplinas de modo não exclusivo.

    Método

    Um mínimo de organização dentro de uma linha de atuação que esteja direcionada para o sucesso de uma empreitada.
    De modo simples: o que, como e quando.

    Disciplina

    A disciplina é ligada a nossa conversa interna, de eu para min.
    E isso não é coisa de doido, não!
    Às vezes, nós somos cobradores implacáveis alheios, mas ignoramos conscientemente que somos responsáveis imediatos por nossos atos.
    Evitamos, covardemente, essa conversa interna.
    Então, precisamos começar devagar, mas com determinação, e cobrar de nós mesmos um compromisso com uma primeira pequena atitude de afirmação, todos os dias, pelo resto de nossas vidas.
    E, estas serão pequenas vitórias, em pequenas batalhas, mas que nos devem guiar no caminho para vencermos uma grande guerra.
    Simples assim: “Bom dia, eu preciso tomar minha atitude diária.”.

    Se eu tenho uma meta que sonho atingir, devo planejar um método e, diariamente checar se estou na direção certa.

    Nosso cérebro é um computador que procura repetir padrões que nos coloquem em uma zona de conforto (de mínimo esforço).
    A boa notícia é que a capacidade de adaptação deste computador é generosa e, a má notícia é que ele oferece resistência a qualquer desvio de rota.
    Portanto, nunca desista.

Deixe uma resposta para José Carlos Venâncio da Silva Cancelar resposta

© Copyright 2017 - Cecília Bettero|  Treinamentos e Palestras